Arquivo Extraterreno na TV Mundo Maior

 15 Abril 2015   Em:
FOTO: Pedro de Campos no Repensar, da TV Mundo Maior

FOTO: Pedro de Campos no Repensar, da TV Mundo Maior

Quando se fala de Espíritos, Aliens e UFOs nos vêm à mente a questão evolutiva em todo o cosmos. Conforme os registros de Allan Kardec há espíritos encarnados em corpos humanos fazendo sua evolução na Terra e, também, encarnados em outros mundos tridimensionais como o nosso, hoje chamados extraterrestres (ETs), como também os espíritos corporificados em outras estratificações do espaço-tempo, a quem o astrônomo Camille Flammarion denominou ultraterrestres(UTs), entidades dotadas de corpos “menos materiais”, no dizer de Kardec.

Aos ETs e UTs damos hoje um nome genérico – Aliens. Isto porque, a priori, não sabermos a natureza específica de nenhum dos dois tipos em que o espírito está encarnado, se de natureza física (ET – criatura dotada de corpo material) ou se de constituição ultrafísica (UT – entidade de corpo menos material).

Há certo consenso na Ufologia ao afirmar que o ET, propriamente dito, chegaria à Terra viajando pelos Buracos de Minhoca (por fora do nosso espaço), vindo de além do Sistema Solar e entrando no nosso ambiente tal como nos “fenômenos de transporte” conhecidos no Espiritismo, sem materializar nem desmaterializar, simplesmente entrando subitamente no nosso ambiente com seu corpo original, sem que saibamos como.

Tem-se que o UT, a seu turno, entre no nosso ambiente por um “fenômeno de materialização”, também chamado “teleplastia”, no qual seu corpo ultrafísico adensa por coagulação das energias potenciais, moldando, aos poucos, um corpo denso semelhante à sua constituição ultrafísica, mas com perdas funcionais e longevidade limitada, pois sua formação física no nosso mundo é apenas transitória.

Quanto aos UFOs, conforme casos amplamente testemunhados, objetos que fazem movimentos calculados e denotam comando inteligente, são tidos como engenhos de civilizações cientificamente avançadas que chegam à Terra com ou sem tripulantes. Sua característica é entrar de súbito na nossa atmosfera, inicialmente apresentando forma luzidia, depois ganham consistência e ficam metálicos. Segundo as testemunhas, em casos de aterrissagem, não raro seus tripulantes fazem contato pessoal. Embora apresentem consistência física, ela parece apenas transitória, pois “eles” são capazes de reverter sua solidez a uma natureza abstrata.

Os ETs, propriamente ditos, usam “veículos de transporte”, naves espaciais avançadíssimas, com capacidade de rapidamente entrar e sair da nossa atmosfera por caminhos ocultos (hipótese Buracos de Minhoca). Os UTs, por sua vez, como seres ultrafísicos, fazem dos UFOs verdadeiras “câmaras de metamorfose”, realizando adensamentos e reversões de densidade, quer de sua forma corpórea quer de seus engenhos. Ambos os tipos alienígenas (ETs e UTs) entram no nosso ambiente, seja em visita ou em estudo dos seres humanos e das coisas terrestres, podendo reverter o processo sem a nossa mínima participação e conhecimento.

De modo geral, são desses eventos extraordinários que o livro Arquivo Extraterreno está repleto, podendo ser totalmente aberto pelo leitor, para conhecimento e estudo de casos verdadeiramente insólitos.

Ao longo de uma década, em razão de os nossos livros receberem perguntas variadas, elas foram respondidas aos poucos, em textos publicados nas revistas UFO e Espiritismo & Ciência, no nosso blog da revista UFO e por e-mails. Alguns jornais de sociedades espíritas e sites de amigos também veicularam os nossos artigos. O Arquivo Extraterreno nasceu dessas publicações. Nele, juntamos os casos em que os leitores se debruçaram com maior atenção, tentando saber mais sobre Espíritos, Aliens e UFOs.

O programa Repensar, apresentado pela confreira Maria Izilda, do qual participamos, versou sobre o conteúdo do livro Arquivo Extraterreno. Deu ênfase à vida inteligente em “mundos menos materiais”, como a Doutrina Espírita chama outras dimensões do espaço-tempo, ao Caso Bongiovanni, pessoa que há anos apresenta estigmas no corpo, e à oportunidade de a Ciência Espírita estudar os fenômenos ufológicos, cujas incidências corroboram a filosofia espírita da Pluralidade dos Mundos Habitados. O programa foi gravado na TV Mundo Maior, da Fundação Espírita André Luiz, e pode ser visto aqui, na íntegra. Vale a pena assisti-lo.

Repensar – Ufologia e Espiritismo – Bloco A:

Repensar – Ufologia e Espiritismo – Bloco B:

Repensar – Ufologia e Espiritismo – Bloco C:

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+

Sobre o Autor

Pedro de Campos

Pedro de Campos

Pedro de Campos nasceu em São Paulo no ano de 1950. Sua mãe é lituana e o pai descendente de portugueses e italianos. É casado e tem três filhos. Formado em Administração de Empresas, é especialista em Planejamento, Contratos Públicos e Telecomunicações. Esteve em missão técnico-profissional na Itália, por dois anos, em empresa multinacional, e ajudou a trazer ao Brasil a tecnologia para fabricação de aparelhos de telex, um avanço para a época. Conheceu o Espiritismo por intermédio de sua mãe, que desde cedo ficou orfã e, por um período de dez anos, esteve interna em um colégio de freiras, onde via e conversava com os espíritos. Quando de lá saiu, sua mãe desenvolveu e aprimorou vários tipos de mediunidade, após diversos cursos realizados na Federação Espírita do Estado de São Paulo. Pedro é pesquisador e autodidata. Conheceu o Espiritismo em 1963, com 13 anos de idade, tendo, a partir daí, participado de sessões práticas semanais no Centro Espírita Ana Belhunas, fundado por sua mãe. CRÉDITO DE IMAGEM: KARINA YAMADA

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *