Palavras curam?

 29 junho 2015   Em:

Sim! As boas palavras curam doenças da alma e do corpo, pois as maiores doenças se desenvolvem no espírito e atingem os corpos: físico, emocional e mental.

As boas palavras salvam, educam, disciplinam, fortalecem e evangelizam. É através das palavras que descobrimos nossos caminhos, nossos amigos, nossos amores, nossas religiões etc.

Eis a importância de desenvolvermos nosso vocabulário com boas palavras.Teremos a mente SÃ com as palavras que receberemos de nossos mentores de luz e assim procedendo, teremos um corpo físico SÃO.

Uma casa onde existem boas palavras atrairão energias de luz. Palavras formam figuras, benéficas ou maléficas. Algumas pessoas sensitivas, ao entrarem em ambientes onde os palavrões são constantes, podem sentir as energias do local, por mais que esteja limpo, perfumado, ricamente ornamentado; se não há o fluido de boas palavras, poderemos enxergar as figuras monstruosas que dominam esses ambientes trevosos. Sintam as energias de uma casa onde os mentores de luz se unem aos médiuns.Comprometidos com eles, na responsabilidade e no amor de Jesus, torna-se um ambiente perfumado, tranquilo, suave.

Sintam as vibrações negativas em alguns ambientes, onde pessoas vaidosas, arrogantes, distanciadas da luz,da caridade,se aliam aos espíritos errantes e se intitulam mestres nisto e naquilo. Nesses ambientes, e num simples contato de um aperto de mão, sentiremos a vibração negativa, o mal estar espiritual que essas pessoas transmitem. Elas não percebem essa energia; são como os viciados, que não sentem o cheiro que exala de seu vício,mas quem não está acostumado passará mal perto deles.

ORAI e VIGIAI os seus pensamentos, doutrine sua mente, descarte de seu vocabulário as palavras de baixo calão; hoje em dia é moda, muitos pais acham bonito ouvir suas crianças falarem palavrões.As crianças repetem o que escutam dos adultos, por isso é muito importante sabermos com quem nossas crianças se envolvem e procurar ensiná-las sobre o que são as palavras boas e as ruins, e o que cada uma delas pode provocar em nossas vidas.

A letra de uma música desperta em nós sentimentos variados, há músicas que nos levam a meditação, e outras que nos causam angústia, medo e até vergonha. Imagine essa vibração dentro de nossa casa se espalhando por todos os cômodos.Se são boas palavras, a luz se fará presente e se forem palavras pesadas como ficará o ambiente? Irradiado de luz e paz?

E os ambientes onde as pessoas se reúnem para falar de seus irmãos, arquitetar planos diabólicos, guerras etc? É por isso também que, em todo ambiente que já foi ocupado e habitado é necessário se fazer uma limpeza astral, retirando e dissolvendo essas figuras maléficas, para que possamos ter equilíbrio e paz onde iremos morar ou trabalhar. Renovar todas as energias, iluminar o espaço.

E para encerrar essa mensagem deixo essas boas palavras: JESUS TE ABENÇOE E TE CUBRA DE LUZ!

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+

Sobre o Autor

Maria Nazareth Dória

Maria Nazareth Dória

A médium Maria Nazareth Dória nasceu no dia 28 de fevereiro em Canhoba, no interior do estado de Sergipe, mais precisamente em uma aldeia indígena. Lá permaneceu até os 9 anos de idade, quando foi matriculada em um colégio interno de freiras na capital, Aracaju, completando seus estudos até o segundo grau. Aos 17 anos, casou-se e mudou-se para São Paulo. Teve duas filhas. Nesse período, deu seqüência aos estudos e iniciou sua carreira profissional, trabalhando durante 30 anos, dos quais 22 como funcionária da Petrobras, empresa pela qual se aposentou. A mediunidade de Maria Nazareth Dória se manifestou desde cedo, por volta dos 7 anos. Sendo descendente de índios, Nazareth sempre foi orientada sobre a existência da vida espiritual e a importância da natureza em nossas vidas, sobretudo no campo da medicina alternativa. Graças a esse aprendizado, Maria Nazareth Dória tem se dedicado hoje exclusivamente às atividades espirituais e à pesquisa de plantas medicinais, obtendo excelentes resultados alternativos com essências naturais. É fundadora e dirigente de instituição sem fins lucrativos há 15 anos, atendendo e orientando centenas de pessoas (inclusive jovens), contando com o apoio de médicos, dentistas, advogados, enfermeiras, psicólogos e professores. O atendimento à população carente estende-se em diversas áreas, do apoio às necessidades básicas da família até o trabalho de afirmação de cidadania daqueles que vivem à margem da sociedade. Além das atividades filantrópicas, Maria Nazareth Dória ministra cursos e palestras sobre a Doutrina Espírita e exerce sua mediunidade há mais de 30 anos, psicografando diversos romances sobre o mundo espiritual, mensagens de auto-ajuda e pensamentos espirituais notadamente sob a ótica da Lei de Ação e Reação, um dos pilares básicos dos ensinamentos trazidos pelos amigos do Além que trabalham com a médium.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *