FIQUE POR DENTRO

Acompanhe as notícias que saíram na mídia, os artigos dos autores, os eventos dos quais participamos e muito mais!

Mônica Antunes Ventre nos conta um pouco de sua rotina e de seu aprendizado com o mentor Julius

A Lúmen Editorial acaba de lançar mais um romance da médium Eliane Macarini com autoria do espírito Vinícius

O período da escravidão no Brasil marcou nossa História com sangue..

Em entrevista, Maria Nazareth Dória fala a respeito do lançamento Almas feridas

Em entrevista, Lourdes Possatto fala sobre o lançamento de “Inteligência emocional e autoestima”

Roberta Teixeira da Silva fala sobre o seu lançamento “Decifrando estrelas”

Romance de autoria do espírito Margarida da Cunha

O livro foi mais vendido no estande da Adeler

Confira as datas e horários das sessões de autógrafos com nossos autores

Entrevista com Eliana Machado Coelho

Entrevista com Lourdes Possatto, autora de É Tempo de Mudança

Saiba mais sobre o sétimo livro da médium Fátima Arnolde, em parceria com o espírito Alexandre Villas.

A dupla Antônio Carlos e Vera Lúcia Marinzeck voltam com Na sombra da montanha

Tudo sobre o lançamento e entrevista exclusiva.

Tudo sobre o lançamento e entrevista exclusiva.

A Lúmen Editorial acaba de lançar mais um romance mediúnico da médium Sulamita Santos.

Emoção em mais um romance da médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

A médium Sulamita Santos é muito querida...

Psicografado há dez anos, o tema se mostra atual como nunca!

Mônica Antunes Ventre nos conta um pouco de sua rotina e de seu aprendizado com o mentor Julius

Mônica Antunes Ventre é formada em Pedagogia com especialização em deficiência mental. É pós-graduada em Gestão Escolar. Casada, funcionária pública, exerce atendimento às crianças com necessidades especiais em uma unidade de ensino da prefeitura de Santos, litoral do estado de São Paulo, cidade onde nasceu. Filha mais velha de três irmãs, viveu a separação de seus pais quando tinha apenas 8 anos de idade. A irmã do meio já é falecida. O contato com a mediunidade começou cedo e, agora, está rendendo os primeiros frutos na psicografia. Aqui nestas entrevista, ela nos conta um pouco de sua rotina e de seu aprendizado com o mentor Julius.

Site - Mônica, Nas montanhas do Tibete é seu segundo livro na Lúmen Editorial. Fale-nos um pouco sobre esse lançamento e sobre o primeiro, Notícias do Coração.

Mônica Antunes Ventre - Este segundo livro, de meu mentor Julius, conta a história de Luísa, que, após constatar a traição de seu marido com uma funcionária do escritório de contabilidade de ambos, resolve viajar para um lugar onde pudesse se refazer do golpe sofrido. Luísa escolheu o Tibete e então viajou para lá. Coincidentemente, encontra André que esta a trabalho como fotógrafo de uma revista para a qual trabalha e ambos se aproximam. A história de Luísa nos mostra as consequências de atos e posturas dos personagens envolvidos e como eles encontram um melhor caminho para seguir, aprendendo, desta forma, com os erros cometidos. Já o Notícias do coração, o primeiro livro de meu mentor, traz como personagem central Juliana. Ela é formada em Jornalismo e, diante de uma carreira promissora, encontra seu grande amor de vidas passadas ao fazer uma reportagem investigativa. Nesta trama envolvente, Fábio, o irmão de Juliana, se envolve com pessoas que estão dispostas a ganhar a vida de forma ilícita e Juliana assiste seu irmão sendo alvo de uma notícia que irá causar grande comoção familiar. 

Site - Como começou seu processo mediúnico? Conte-nos um pouco sobre sua descoberta da mediunidade e sobre seu mentor Julius.

Mônica - Sobre a minha mediunidade, desde pequena ela já estava presente. Mas com relação à psicografia, ela veio se manifestar somente há sete anos. Sempre tive sonhos nos quais conversava com parentes falecidos ou visitava lugares que, posteriormente, também visitava no plano material, constatando que já havia estado ali em desdobramento. A psicografia se manifestou em um domingo de Páscoa e meu mentor, Julius, disse que tínhamos um trabalho no bem para ser realizado. Nesta primeira psicografia, ele não me revelou seu nome. Somente no meio do primeiro livro é que afirmou se chamar Julius. Disse que me acompanha há muitas existências e acredito que, futuramente, ele irá contar um pouco dessa história. No começo, eram pequenos textos como exercícios. Mais tarde, chegamos aos livros. 

Site - E como é sua tarefa de psicografia? Qual sua disciplina e rotina?

Mônica - Minha rotina de trabalho com a psicografia inicia-se logo pela manhã, das 7 às 8h30. Atualmente, trabalho quatro dias na semana, mas no começo eram três. Inicialmente, faço a leitura do Evangelho, depois as vibrações e só então inicio os trabalhos. Minha psicografia é semimecânica e noto que, ao fazer a escrita, meus sentidos ficam minimizados e sei que estou sendo guiada. Venho a conhecer as histórias somente quando elas estão sendo escritas, sem qualquer conhecimento prévio. Me emociono como um leitor ao ler o que foi escrito. Após um período de exercícios, já consigo escrever direto no computador. Acredito que este compromisso assumido na espiritualidade seja o resultado de um longo processo de aprendizado meu. Espero que minha parceria com o Julius dê ao público leitor motivos para acreditar que a vida continua, que as histórias tem um objetivo de enriquecimento e aprimoramento espiritual e que todos nós podemos ser personagens de nossas histórias.

Site - Qual a importância do Espiritismo em sua vida?

Mônica - Nasci em uma família católica e estudei em colégio de freiras até a quinta série. Após a separação de meus pais, minha mãe não teve condições de me manter nessa escola e fui para uma unidade estadual. Minha mãe e minha avó sempre me ensinaram os valores de uma vida honesta e os princípios da religião que seguiam. Sempre tive dificuldades em entender o modo como tudo me era ensinado, até que, aos 18 anos, minha mãe  pegou emprestado um romance espirita e me deu para que eu lê-se. O nome era  A mansão Renoir e, desde então, me encontrei no Espiritismo.

Site - Existem outras obras em andamento? O que podemos dizer aos leitores?

Mônica  - No momento, estou trabalhando em um livro novo, mas já existem outros prontos. Espero que o público leitor fique feliz com as obras e que elas possam envolvê-los em muito amor e carinho, já que são escritos vindo da espiritualidade, histórias que são escritas na vida além desta vida!